Controladoria

A competitividade do mercado cada vez mais acirrada e a crescente exigência dos consumidores provocaram uma consistente mudança na gestão das empresas e novas habilidades. Agora, não basta oferecer um produto ou serviço de qualidade com preço competitivo. As empresas precisam desenvolver uma visão do seu negócio em curto, médio e longo prazo. E isso só é possível por meio de estratégias que são estabelecidas com a análise de dados da organização e do mercado. Nesse cenário, a JR Consultoria é formada por uma equipe de profissionais multidisciplinares que são responsáveis por reunir e validar os dados de setores vitais para o negócio, transformando-os em relatórios que possibilitarão a elaboração das estratégias necessárias. Todo esse trabalho oferece embasamento à construção da Visão e manutenção da Missão da empresa.

A Controladoria tem por objetivo coordenar os processos de gestão econômica, financeira e patrimonial, realizando um estudo tanto do ambiente interno como do externo. E só é possível fazer isso com a consolidação das informações apresentadas nos relatórios elaborados por seu setor. Com a análise desses relatórios gerenciais e o estudo de variáveis macroeconômicas relevantes, ela se mune de informações que possibilitam estabelecer ações que impactam diversos setores da empresa, sendo aplicadas em níveis estratégico, tático e operacional.

 

Veja abaixo alguns dos serviços prestados por este departamento:

  • Estudar os movimentos econômicos e do mercado ao qual a empresa está inserida;
  • Consolidar dados para relatórios de desempenho de cada área;
  • Identificar pontos de melhoria e propor ações corretivas, auxiliando no seu desenvolvimento e sempre visando o aumento da rentabilidade e lucratividade;
  • Analisar o desempenho de todas ações estratégicas em execução;
  • Auxiliar na projeção de novos investimentos, tanto em bens, como pessoal ou ferramentas de trabalho;
  • Realizar a análise da saúde financeira da empresa;
  • Avaliar os ciclos operacionais;
  • Definir as premissas orçamentárias e metas;
  • Organizar o planejamento tributário;
  • Validar as demonstrações financeiras e, quando necessário, publicá-las;
  • Certificar-se do cumprimento das normas de auditoria.
  • Processo de controle;
  • Processo de Planejamento;
  • Processo de Controle Orçamentário;
  • Planejamento Estratégico Empresarial;
  • Plano de Negócios;
  • Plano e Gestão de Crise Financeira;
  • Custos e Precificação de Produtos;
  • Controle Financeiro;
  • Avaliação de Perfil Empreendedor;
  • Pesquisa de Mercado;
  • Processo de eficiência e eficácia operacional;
  • Processo de obediência a diretrizes, políticas, normas e instruções da administração.
  • Análise do Valuation: é o quanto vale a empresa, que pode ser estimado. Essa informação é muito importante, pois só com ela em mente o empreendedor saberá se o que estão oferecendo pela empresa é realmente compatível com o seu valor.
  • Análise do Ticket Médio: é a média entre o total de vendas e o número de pedidos realizados dentro de um período.
  • Análise do Payback: é o tempo de retorno do investimento inicial.
  • Análise do Break-Even: é quando o total de ganhos é igual ao total de gastos. Também conhecido como Ponto de Equilíbrio.
  • Análise do Core Business: é a principal atividade da empresa, seu ponto mais forte e estratégico de atuação no mercado.
  • Análise do Business Plan: é um documento escrito onde fica especificado o que é o negócio ou o que será futuramente. Concilia estratégia e realidade da empresa e deve ser sempre atualizado.
  • Análise do Brand Equity: é um termo de marketing que significa o valor adicional que a marca agrega ao produto ou serviço e que está diretamente relacionado ao comportamento do consumidor em relação à marca.
  • Análise do Smart Money: é quando o investimento não é só financeiro, mas também intelectual. Quando consultado, o investidor pode contribuir com insights importantes para o negócio.
  • Análise do Mark Up: é a diferença entre o custo do produto e o seu preço de venda.
  • Análise do B2B: é a sigla para Business to Business. São transações comerciais entre empresas.
  • Análise do B2C: é a sigla para Business to Consumer. É o comércio entre a empresa e seu consumidor final.
  • Análise do CMV: é a sigla para Custo de Mercadorias Vendidas. Considera as despesas com produção, transporte e armazenamento de mercadorias.

Como é possível perceber, a controladoria tem uma atuação vasta dentro das organizações e precisa, de fato, conhecer muito bem o negócio. Devido a isso, é exigido o domínio de diversas áreas do conhecimento para que uma boa gestão de controladoria possa ser executada.

Já pensou em possuir uma área de controladoria na empresa?

Se você já está avaliando a possibilidade de contratar este serviço ou mesmo gostaria de conhecer os benefícios dessa possível contratação, entre em contato conosco.