Gestão dos Estoques

Gestão de estoques, no contexto de uma indústria, normalmente se refere à gestão dos recursos materiais que podem ajudar a organização a gerar receita no futuro. O responsável por esta parte da gestão é o Gerente de operações.

Por exemplo, uma loja de varejo que vende vários itens, como um supermercado ou loja de departamentos (com por exemplo alimentos embalados, mantimentos, roupas, bens eletrônicos, etc) não costuma armazenar todos os produtos na loja. Parte do estoque de produtos é mantido em um armazém ou depósito. Chamamos de inventário a soma dos produtos na loja e no armazém.
Empresas que atuam como fabricantes ou montadoras, voltadas para a produção de bens, dependem fortemente de um estoque bem gerenciado por uma série de razões. No final das contas, uma empresa que dependa de produção não pode sobreviver sem um bom sistema de gerenciamento de estoques.

Abaixo alguns dos indicadores que podemos utilizar:

a) Qual o Giro Médio do Estoque por Item?
b) Qual a Curva ABC do Estoque por Item?
c) Quantos dias de Estoque por Item a Empresa possui?
d) Qual a Cobertura do Estoque?
e) Qual o tempo de Reposição do Estoque?

Estes indicadores são muito importante para que você possa fazer um equilíbrio com o seu contas a pagar e consequentemente não ter um desequilíbrio de caixa.

Estes são apenas alguns dos indicadores que podem ser utilizados em sua empresa.

O Controle do Estoque, juntamente com o Contas a Receber e Contas a Pagar, são os responsáveis pelo que chamamos Ciclo Econômico, Financeiro e Operacional. O equilíbrio entre estes Tópicos trazem uma grande tranqüilidade de caixa para uma empresa. Porém se mal administrado, as consequências não são nada agradáveis para a gestão da empresa.

Para que você possa saber mais sobre estes indicadores e outros que possam ajudar no controle do Contas a Receber de sua Empresa, entrem em contato com a JR Consultoria & Assessoria Empresarial através do e-mail: atendimento@jrconsultoriaempresarial.com.br, que iremos atende-los com o maior prazer.